Tenha o Novembro que quiser ter!

Que sobre bons sentimentos. Falte egoísmo. Transborde paciência. Que o olhar seja de esperança nos momentos ruins e de gratidão nos momentos bons. Que não falte entusiasmo. Que valorizemos as novas amizades e reconheçamos as antigas. Que nas encruzilhadas saibamos escolher o melhor caminho. Nas escolhas, boas surpresas. Que tenhamos sensibilidade para notar e copiar as boas ações. Fé, sempre. Atitudes positivas. Riso frouxo.

Ausênsia

Tantas palavras ditas, abraços, lágrimas, acolhimento, orações e abençoadas intenções, mas nada, desde o início fizeram a Morte ser diferente da Morte.
Porém há tanta Vida na Morte!
Vida que está presente nas vivências compartilhadas lado a lado.
Não estar juntas nesse dia, faz repensar meu estar nesse mundo e dar mais valor ao milagre da convivência.
Hoje sei que embora não possa escolher o que me acontece, posso, por outro lado, escolher o que fazer diante daquilo que tira o chão. Escolhi ter Fé!