Perdas Necessárias

Em ‘Perdas Necessárias’, Judith Viorst aborda o processo de despojamento que é a vida, refletindo sobre nossas perdas constantes e a necessidade de alcançar maturidade e equilíbrio psicológico. Um tema universal, não se refere apenas à morte de quem amamos, as separações e as partidas, mas também à perda consciente ou inconsciente de sonhos.

321 Possibilidades

Sempre a mesma coisa, todos os anos – o que está sendo feito para renovar o que há de antigo, tão arraigado que até se supõe ser convicção? Como o ano velho há um montão de anos velhos acumulados. A repetição do sabido, do experimentado.

Por que mudar é desafiador?

Mudar pode significar um salto no escuro. Na falta de referenciais ocorre a sensação de queda, ausência de chão firme, em última análise perda de certezas. Nesta etapa a sensação é terrível, são questionados princípios, valores e crenças que acompanharam o indivíduo durante anos.